Pesquisar
Close this search box.

Cine Mulher no IAMES: Malala, a mais jovem Nobel da Paz

“Malala” foi o filme escolhido para o Cine Mulher na programação da Semana da Mulher às colaboradoras do Instituto Amazônico de Ensino Superior (IAMES). O longa-metragem conta a história da ativista paquistanesa que é a pessoa mais nova a ser laureada com um prêmio Nobel da Paz, após ser baleada pelo Talibã por defender os direitos das meninas do Paquistão.

Baseado em fatos, o filme protagoniza Malala Yousafzai, que quando aos 16 anos de idade foi baleada com três tiros pelo grupo terrorista que controla a região do Vale Swat, no Paquistão, uma organização fundamentalista e bastante conservadora. Um dos disparos acertou cabeça da adolescente e causou a paralisia ao lado esquerdo de seu rosto.

“Pensaram que a bala ia nos silenciar, mas uma coisa mudou, a nossa força. Minhas ambições são as mesmas, meus sonhos são os mesmos. Percebemos a importância da luz quando vemos as trevas. Percebemos a importância da voz quando somos silenciados”, relatou a protagonista.

Ao final da sessão cinematográfica houve um cineforo proposto pela diretora acadêmica do IAMES, profa. Jussará Lummertz, para que as funcionárias expusessem suas opiniões sobre o filme, que segundo ela inspirou a atual geração a refletir sobre estruturas sociais e culturais a partir das vivências da adolescente paquistanesa que lutou pelo direito das meninas de irem à escola. “A realidade vivida pelas mulheres na atualidade ainda é difícil e existem tantos obstáculos a serem superados. A determinação desta jovem elevou os nossos pensamentos sobre as nossas estruturas culturais e sociais, tanto que podemos pensar sobre os nossos privilégios de termos nascido em um país laico que não limita a liberdade de acesso aos direitos da mulher brasileira, estes conquistados por outros grandes nomes femininos”, ressaltou.

Atualmente, Malala, vive no Canadá junto de sua família que recebeu cidadania honorária na Inglaterra, após ameaças de morte caso voltassem ao país Natal. O livro “Eu sou Malala: A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã” está disponível em formato digital e físico nas livrarias do mundo inteiro.

“Um livro, um professor e uma caneta podem mudar o mundo.” -Malala Yousafzai.

Compartilhe nas redes

Fale conosco para mais informações:

(92) 2101-1600

Mais Notícias

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support