Pesquisar
Close this search box.

Proteção dos Igarapés de Manaus é discutida em palestra no IAMES

O Procurador de Contas do MPC-AM Ruy Marcelo Alencar de Mendonça conversou com acadêmicos de Direito e comunitários de projeto de extensão

O professor Mestre Ruy Marcelo Alencar de Mendonça, Procurador de Contas do Ministério Público de Contas do Amazonas(MPC-AM), proferiu a palestra “Igarapés de Manaus, Rio urbanos: espaços essenciais à sadia qualidade de vida dos amazonenses”, na última quinta-feira, 18 de maio, no auditório do IAMES.

A atividade, desenvolvida pelo setor de Pós- Graduação e Pesquisa juntamente com a Diretoria Acadêmica do Instituto, fez parte do projeto social de extensão, que promove  o Curso “Educação Ambiental para a cidadania Ambiental”, coordenado pela professora Mestra do IAMES Laura Santos. O projeto é voltado para 20 líderes de comunidades, no perímetro do Igarapé do Gigante, zona Oeste de Manaus.

Além dos líderes comunitários integrantes do projeto, a palestra também foi aberta aos estudantes de Direito do IAMES, que participaram  ativamente.

Em sua explanação, o procurador abordou sobre os desafios para a proteção dos nossos rios, as perspectivas juridicamente relevantes, como atribuições, gerenciamento e domínio dos igarapés pelos órgãos públicos, os regimes jurídicos de proteção e o uso pela sociedade.

“Os rios são bens públicos federais ou estaduais de uso múltiplo, especial e universal sob gerenciamento do Poder Público . A proteção de nossos igarapés compete a todos nós, mas devemos cobrar do gestor público a governança e o uso sustentável e a preservação desses cursos d’água”, afirmou o procurador Ruy Marcelo Alencar de Mendonça.

Para a professora Laura Santos, coordenadora do curso de Pós-Graduação e Pesquisa do IAMES, esse tipo de atividade, que integra a sociedade e a academia é muito importante, pois o conhecimento precisa ser aplicado na prática.

“O objetivo do nosso curso de extensão é empoderar os líderes comunitários em relação à cidadania ambiental, para que possam fazer a articulação com os órgãos públicos, nesse trabalho de descontaminação do igarapé. E com essa palestra aberta também à comunidade acadêmica, colocar nossos estudantes cada vez mais perto da prática.  Atualmente, só temos experiências de restituição de igarapés em cursos urbanos em São Paulo e no âmbito internacional. Se essas comunidades conseguirem se unir a atuar, juntos aos órgãos públicos, quem sabe essa não possar ser a primeira experiência no Amazonas”, afirma a professora que é mestre em Serviço Social e Sustentabilidade na Amazônia.

Compartilhe nas redes

Fale conosco para mais informações:

(92) 2101-1600

Mais Notícias

Volta às aulas no IAMES  

As voltas às aulas no Instituto Amazônico de Ensino Superior – Iames, para este novo semestre de 2024/1, já estão para começar, a estimativa é

5° Jornada Pedagógica do IAMES

O Instituto Amazônico de Ensino Superior – IAMES, realiza a jornada acadêmica com o tema Contribuição das Metodologias Ativas e Tecnologias Digitais para o Processo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support