Pesquisar
Close this search box.

O Instituto Amazônico de Ensino Superior – Iames, participou do I Fórum Ambiental junto com o IPAAM com ações que irão contribuir para revitalizar o Igarapé do Gigante. 

O instituto Amazônico de Ensino Superior – Iames, participou do I Fórum Ambiental promovido pelas associações comunitárias dos bairros; Augusto Monte Negro, Redenção, Hileia, Planalto e Flamanal. Que compõem o grupo de apoio e ajuda para revitalizar o Igarapé do Gigante, que fica localizado no bairro Tarumã.  

O evento aconteceu neste sábado (13.01) na Praça das Flores – Flamanal na zona Centro-Oeste de Manaus e contou com a participação de 32 pessoas. Juntamente com as associações, alunos que fizeram o curso de Educação Ambiental Cidadania e Sustentabilidade do Instituto IAMES, tiveram a oportunidade de colocar em prática junto com o IPAAM, ações que irão contribuir para revitalizar o Igarapé do Gigante. 

Essas ações tem o intuito de conscientizar e mobilizar a sociedade a se mover para contribuir com a sustentabilidade do igarapé para revitalizar o mesmo no contexto comunitário. 

Com o depoimento do aluno Gilberto do curso de Educação Ambiental do Iames, “alem das parcerias fechadas com o IAMES, IPAAM e as associações dos bairros, como parceiros e outras pessoas na reunião, trouxeram mais conhecimento e uma abordagem mais especifica sobre o Gigante, que a partir de agora irão avançar, concluindo os sonhos de ver os igarapés com água limpa, com essas instituições que nos dão mais apoio”. 

Com um novo marco inicial com novas associações e instituições que apoiam uma nova fase do projeto com atividades ampliadas dentro da área da zona Centro-Oeste para revitalizar o Gigante.  

O IAMES abraçou essa causa com o foco de estabelecer uma aliança com a restauração de nascente, restauração de mata siriá, reflorestamento, e revitalização com o intuito do monitoramento e vigilância para a sustentabilidade e educação ambiental, visto que o igarapé de água Branca é uma referência de uma nascente limpa e revitalizada na área urbana.   

De acordo com a coordenadora Laura Rubia do curso de pós-graduação, “essa nova fase é bem importante, porque parte para o campo prático. Durante o curso foi ministrado a Disciplina: cidadania ambiental e organização sociopolítica para a sustentabilidade no contexto comunitário. Agora em posse deste conhecimento, os alunos vão poder conduzir as demandas socioambientais para os órgãos públicos para possíveis resoluções”. 

Na oportunidade, além disso, houve a plantação dos pés de abacate que simboliza o início do programa de revegetação das matas ciliares do igarapé do Gigante.  

Mobilizar a sociedade civil e órgãos públicos, para desenvolver ações de proteção da natureza e revitalização da bacia hidrográfica e ações rumo à sustentabilidade do Gigante. 

Compartilhe nas redes

Fale conosco para mais informações:

(92) 2101-1600

Mais Notícias

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support